sábado, julho 30, 2005

Publicidade enganosa

Vemos muitas vezes publicidade na televisão que, logo após o visionamento, sabemos que nos estão a enganar e a impingir alguma coisa que pouco ou nada vai acrescentar à nossa vida.

Há, porém, um caso que julgava diferente e resolvi experimentar: Herbal Essences.

O champô que faz com que a senhora tenha sensações orgásmicas assim que o coloca na cabeça, seja onde for, não provoca sensação nenhuma especial, mesmo depois de aproximadamente dez aplicações.

Para além da natural desilusão, compreendi também que a senhora só consegue alcançar tais momentos de prazer graças a substâncias psicotrópicas, que, infelizmente, se vendem em separado com o champô.

sexta-feira, julho 22, 2005

Os mistérios da Arte

Marc McGowan, artista inglês, tem em exibição numa galeria em Camberwell (sul de Londres) uma peça de arte denominada «running tap water» que é, como o nome indica, uma torneira aberta contendo um letreiro com os seguintes "dizeres": «Só será fechada num ano».
Diz o artista que a sua obra tem o intuito de relembrar os desperdícios de água no dia-a-dia e, ainda que controverso, o método parece ser eficaz pois a torneira foi já fechada duas vezes por visitantes.

terça-feira, julho 19, 2005

É tão bom...

...estar de férias.

Como o meu amigo Calvin, já comecei a sentir o cérebro a atrofiar-se.

terça-feira, julho 12, 2005

Ainda num desabafo:

a que propósito é notícia o facto de Bárbara Guimarães usar três vezes a mesma mala Louis Vuitton em acontecimentos públicos?

Tenho o melhor emprego do Mundo

Dou comigo a perder (ou ganhar, depende da perspectiva) 6 horas diárias em que me rendo a Bestsellers, à leitura de revistas cor-de-rosa (such as Maria, Nova Gente, TV7 Dias e sabe Deus mais o quê) e de Jornais tipo Correio da Manhã, Dica, Jornal da Região e Jornal de Almada - porque os ordenados não são grande coisa e os jornais tão caros, fico à mercê do que me pára às mãos*- e em que conheço toda a discografia de Jennifer Lopez, Enrique Iglésias, Anastasia, Blue, Seal, João Pedro Pais e os Hits da Kadoc (só porque, por exemplo, Bjork não é adequado e Sublime espanta os clientes**).
Os melhores momentos são passados fazendo pontaria com M&M'S numa vontade gulosa de passar o tempo e na casa-de-banho (lendo disparates de adolescentes apaixonadas de morte ou com grande vontade de serem engraçadas dizendo caralha$"#/).




*tentativa de explicação perante a comunidade intelectual.
**dou-me por contente de não haver Kizombada(?).

As más maneiras

Ao destrinçar uma perna de frango num refeitório público dei comigo a pensar que não há nenhuma maneira graciosa de comer um galináceo. Talvez a techne, o método ou a civilização nos tenham atraiçoado na "Arte de bem-comer".

Até encontrar uma outra solução continuarei na barbárie – o vegetarianismo está fora de questão.

De certeza que a Bobone teria uma "etiqueta" para me dar.

sábado, julho 09, 2005

Old British spirit

quinta-feira, julho 07, 2005

Abençoada Maria!

«Engolir sémen engravida?

Há dias uma amiga disse-me que posso engravidar quer o sexo seja vaginal. oral ou anal. É verdade?
L.M.- Lisboa»

in Consultório Íntimo, nº 1391, semana de 6 a 12/7/2005

Mais do mesmo

A certa altura do seu discurso, falando sobre a situação económica na Madeira, Alberto João aborda a questão dos chineses; prontamente foi avisado de que alguns estariam presentes. Resposta:

"Ai estão? Ainda bem que estão porque eu quero que eles ouçam que eu não os quero cá!"

O povo riu e aplaudiu.

O reflexo da parvoice

De há uns tempos para cá a polémica dos coletes retroreflectores tem andado na boca do povo. Tudo porque, todos os coletes, para poderem ser utilizados, têm que ter o código N-341 (ou qualquer coisa parecida); caso contrário...multazinha.

Ora, não dominos várias áreas (acho que não domino nenhuma!), fabrico de coletes retroreflectores é uma delas, mas não serão todos iguais? Ou os exigidos pela legislação terão forro por dentro, costuras duplas, decote com 10 cm certos, 4 botões descaindo suavemente em diagonal pela vestimenta, 'à lá' Fátima Lopes?

E os vendidos pelos chineses, perderão a capacidade reflectora após 10 minutos de utilização, não vão bem com a cor de olhos da maioria dos portugueses, só existem em tamanhos XS e XXL, serão simplesmente foleiros, ou, por custarem menos 8 euros que os exigidos têm algum defeito que não lhes permita tornar visível quem os utiliza?

Mistérios de quem legisla por legislar.

segunda-feira, julho 04, 2005

muito bom: http://letraminuscula.blogspot.com/